O delete dos jornalistas

separator

O pesadelo de qualquer Assessor de Imprensa

Atualmente, o canal de comunicação Assessor – Jornalista é cheio de ruídos, de múltiplas distrações, de confusões e de falta de tempo. É certo que cabe ao Assessor melhorar esse canal, criando caminhos alternativos e editando comunicações verdadeiramente diferenciadoras para se destacar no seio da comunidade, cada vez mais ampla e heterogénea, onde se insere.

Estamos, portante, perante duas realidades:

A do Assessor: que deseja que todos os seus emails, propostas de reportagem e entrevistas sejam analisadas com atenção e cuidado por parte do editor/jornalista.

A do Jornalista: que recebe milhares de emails e propostas, sendo obviamente humanamente impossível ler com rigor todas as comunicações.

Eis que todos ficam a perder. O Jornalista que seguramente faz delete a muitas propostas com interesse público e inovadoras e o Assessor que não faz passar a mensagem da determinada iniciativa.

Com tantas tecnologias ao dispor dos utilizadores hoje em dia quase que parece irreal esta realidade. Todos trabalhamos com diversos e distintos objetivos, mas com uma essência em comum: Comunicar e informar.

Sofia Monteiro, Diretora-adjunta